Diabetes Gestacional

A Diabetes Gestacional é quando ocorre, na mulher, uma alteração no metabolismo da glicose, pela primeira vez, durante a gravidez. 

Apesar de, no fim da gravidez os valores da glicose normalizarem, a probabilidade de, mais tarde, a mulher desenvolver diabetes tipo 2, é de 50%, sobretudo se não forem tomadas as devidas medidas de prevenção durante e após a gravidez.

 

Esta forma de Diabetes ocorre em cerca de 1 em cada 20 grávidas e, se não houver um controlo adequado da hiperglicemia com dieta e, por vezes com insulina, pode levar a complicações tais como: abortos espontâneos, macrossomia (bebé com mais de 4kg à nascença), traumatismo de parto, hipoglicemia, icterícia e um risco aumentado para a criança de vir a desenvolver obesidade e/ou diabetes. 


Os critérios de diagnóstico para a Diabetes Gestacional diferem dos estipulados para a Diabetes Tipo 1 e 2, e estes são os seguintes:
1. Glicemia em jejum ≥ 92 mg/dl e < 126 mg/dl na primeira consulta da grávida
OU

2. Pelo menos um valor ≥ 92 mg/dl, 180 mg/dl ou 153 mg/dl em jejum, 1 hora ou 2 horas, respectivamente, na PTGO 75 gr realizada entre as 24 e as 28 semanas de gestação.

Fonte: Sociedade Portuguesa de Diabetes